Caruaru adere a Greve Geral e trânsito será fechado por manifestantes - Blog do Edvaldo Magalhães

27 de abril de 2017

Caruaru adere a Greve Geral e trânsito será fechado por manifestantes


Nesta sexta-feira (28) será realizada Greve Geral no Brasil, a previsão é de interdição nas BRs a partir das 7h da manhã com duração mínima de 2h de protesto, com bloqueios em Toritama  e Agrestina BR-104; Bonança, São Caetano e. Pesqueira na BR-232, fora outros setores no estado. Caruaru vai participar, a concentração vai acontecer no Espaço Major Clementino, a partir das 8h da manhã, de onde sairão e vão percorrer a avenida Rio Branco, rua da Matriz, rua Duque de Caxias, Travessa 13 de Maio, rua 15 de Novembro, rua dos Expedicionários, rua Vigário Freire, voltarão para a rua da Matriz, avenida Rio Branco, avenida Rui Barbosa, até chegarem ao INSS. 

No momento em que os manifestantes estiverem nas ruas, o trânsito estará parado no centro da cidade. Não haverá aulas, INSS fechado, e a Câmara de Vereadores estará em ponto facultativo. Bancários de três agências decidiram em assembleia da categoria, aderir a paralisação, que são: Banco do Brasil, Banco do Nordeste e Caixa Econômica Federal. O Projeto Colmeia do Sesc que seria realizado nesta sexta-feira (28) foi adiado, devido a Greve Geral, e ainda não tem data definida. Por outro lado, o comércio estará aberto, o transporte coletivo não terá alteração, e a Acic estará aberta normalmente. 

O Blog do Edvaldo Magalhães fez um levamento de quem irá participar da Greve Geral, nesta sexta-feira (28), em Caruaru, estarão presentes os representantes do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintracon), União Jovem Socialista (UJS), Levante Popular, Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Endemias (Sindascse-PE), Movimento dos Trabalhadores Sem terra (MTS), União dos Estudantes Secundaristas de Caruaru (UESC), Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Sinteduc), Sismuc Regional, Sindicato dos Professores Particulares (Simpro), Sindicato dos Comércio de Caruaru (Sindecc),  Sindicato dos Servidores UFPE (Sintufepe) e do IFPE (Sinasefe), Sindicato dos Bancários de Caruaru, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caruaru, e o Poder Judiciário também aderiu a paralisação.