Geraldinho responde bem ao tratamento, mas deve ficar com sequelas - Blog do Edvaldo Magalhães

11 de abril de 2017

Geraldinho responde bem ao tratamento, mas deve ficar com sequelas


Geraldo José da Silva Filho (Geraldinho), de 23 anos, único sobrevivente de uma família vítima de assassinos no último dia 21, no sítio Lagoa do Paulista, zona rural de Caruaru. Geraldinho continua na UTI do Hospital da Restauração (HR), mas já respira sem ajuda dos aparelhos, responde a estímulos, responde bem ao tratamento. Ele ainda não sabe que o pai, a mãe e a irmã foram assassinados.

De acordo com a médica, Geraldo Filho foi atingido por um tiro na cabeça e outro em um dos braços. A lesão no cotovelo também dificulta a movimentação do membro superior. O paciente deu entrada no Hospital da Restauração na madrugada do último dia 22. Ele passou por uma neurocirurgia e e uma cirurgia ortopédica.

Geraldo Filho também atende a comando de voz: quando os médicos chamam seu nome, ele reage abrindo os olhos. O estado de saúde do jovem é estável. Não há previsão de saída da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), nem de alta do hospital.