Água da barragem do Prata e era desviada por empresários, pipeiros e agricultores - Blog do Edvaldo Magalhães

8 de maio de 2017

Água da barragem do Prata e era desviada por empresários, pipeiros e agricultores


A Polícia Civil divulgou em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira (08), os detalhes da Operação Igarapé, realizada em Caruaru, sobre o desvio de água na Barragem do Rio da Prata, que está localizada em Bonito, sendo cumpridos 18 mandados de prisão e busca e apreensão, que resultaram na prisão de 10 pessoas, apreensão de armas e aproximadamente R$ 2 mil em dinheiro. Os suspeitos serão indiciados por furto qualificado, crime ambiental, associação criminosa, posse de armas e munições. Na lista tem empresários, agricultores, caseiros e pipeiros.
As investigações foram iniciadas em novembro de 2016. O esquema era comandado por três empresários, que tinham chácaras no distrito de Terra Vermelha, na zona rural de Caruaru. Um dos pipeiros envolvidos no furto de água, pagou fiança e voltou a praticar o crime. O furto de água era feito a partir das adutoras do Prata e Camevô, que são usadas para atender a várias cidades do Agreste de Pernambuco. A Compesa vai buscar na justiça que os envolvidos paguem os valores, estimados entre R$ 300 mil e R$ 500 mil, e que após a descoberta do caso, a vazão de água foi contida. Foram encontradas armas, que eram usadas para tentar intimidar os servidores da Compesa, para evitar que eles denunciassem o esquema e contou detalhes de como funcionava.

Todos os detalhes e números da Operação Igarapé, como também os nomes dos suspeitos, estão na fanpage do Blog do Edvaldo Magalhães, no facebook.