Santa Cruz perde para o Guarani e entra no Z4 da Série B - Blog do Edvaldo Magalhães

19 de agosto de 2017

Santa Cruz perde para o Guarani e entra no Z4 da Série B

(Foto: Anderson Stevens/Folha de Pernambuco)

Reação adiada mais uma vez. Na reestreia do atacante Grafite, o Santa Cruz foi derrotado pelo Guarani/SP por 2×0, neste sábado (19), no estádio Brinco de Ouro, pela 21ª rodada, e sofreu a quinta derrota seguida no Campeonato Brasileiro da Série B. O jejum de vitórias aumentou para seis partidas. Com o tropeço em Campinas, os tricolores entraram na zona de rebaixamento (17ª posição) e seguem com os mesmos 23 pontos. O próximo compromisso será contra o CRB/AL, no sábado (26), no Arruda.

O apagão da defesa nos dez primeiros minutos fez o Santa sofrer um gol atrás do outro. Foi um prejuízo grande. Aos 6, Juninho cobrou um escanteio com perfeição, William Rocha subiu mais alto que Grafite e Sandro e mandou a bola para o fundo das redes. Antes de abrir o placar, o Bugre já havia chegado com perigo uma vez após Gilton jogar a bola na área em cobrança de lateral, mas Júlio César salvou a cabeçada de Caíque. Dois minutos depois de ter saído na frente, o time da casa ampliou a vantagem. Novamente numa bola alçada na área, Ewerton Páscoa cabeceou para marcar o segundo e o camisa 1 coral nada pôde fazer no lance.

Com a fragilidade da zaga tricolor nas bolas aéreas, o Bugre insistiu nos cruzamentos e continuou dominando o confronto. Tinha facilidade para construir as jogadas, mas aos poucos foi diminuindo o ímpeto ofensivo. Porém, controlou a partida sem muito esforço, enquanto os tricolores sequer conseguiam esboçar uma reação. A melhor chance saiu de uma cobrança de falta de Anderson Salles, que mandou a bola perto do gol de Vagner, aos 29, e só. A sonolência, a apatia e a falta de criação atrapalharam os pernambucanos na etapa inicial.

Ao fim dos primeiros 45 minutos, o atacante Grafite cobrou uma mudança de postura antes de descer para o vestiário: “Levamos dois gols de bola parada nos dez primeiros minutos. Eles se aproveitaram e estão muito bem postados. Demoramos a acordar. Vamos tentar empatar”. Logo no início do segundo tempo, o Santa Cruz perdeu uma oportunidade incrível. O lateral esquerdo Yuri achou Bruno Paulo, que bateu forte e obrigou Vagner a fazer uma grande defesa. No rebote, André Luís, livre de marcação, isolou e desperdiçou a chance de balançar as redes.

A equipe coral assustou mais uma vez com Bruno Paulo. Após tabelar com Grafite, o atacante finalizou com precisão e o goleiro Vagner operou um milagre. Em seguida, o camisa 23 acertou a rede pelo lado de fora. Os corais não tiveram força para reagir e o adversário segurou o resultado com tranquilidade: 2×0.
Ficha do jogo:

Guarani/SP: Vagner; Lenon, Ewerton Páscoa, William Rocha e Gilton; Evandro, Betinho, Juninho (Richarlyson), Caíque (Felipe Pará) e Bruno Nazário; Rentería (Bruno Mendes). Técnico: Vadão

Santa Cruz: Júlio César; Nininho, Anderson Salles, Sandro e Yuri; Elicarlos (João Ananias), Derley e Léo Lima (Júlio Sheik); André Luís (Augusto), Grafite e Bruno Paulo. Técnico: Givanildo Oliveira.

Local: estádio Brinco de Ouro, em Campinas/SP
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG). Assistentes: Celso Luiz da Silva e Ricardo Junio de Souza (ambos de MG).
Gols: William Rocha (aos 6 do 1T) e Ewerton Páscoa (aos 8 do1T);
Cartões amarelos: Bruno Paulo, Anderson Salles, Derley e Nininho (Santa Cruz); Evandro (Guarani/SP)

Do Portal FolhaPE

Nenhum comentário:

Postar um comentário