Vereadores de Caruaru rejeitam Emenda Organizacional e reunião na Câmara é agitada - Blog do Edvaldo Magalhães

27 de outubro de 2017

Vereadores de Caruaru rejeitam Emenda Organizacional e reunião na Câmara é agitada

Foto: Vladimir Barreto Rodrigues

A reunião ordinária da Câmara de Vereadores de Caruaru, nessa quinta-feira (26), foi bastante agitada. O Projeto de Lei sobre o PMAQ foi aprovado por 16 a 7. Daniel Finizola (PT) disse que o projeto é um cheque em branco para a prefeita. Marcelo Gomes (PSB) afirmou o projeto divide os profissionais de saúde e fez criticas a secretária de saúde Ana Maria Albuquerque. Já Galego de Lajes (PSD) disse que "querem tirar dos enfermeiros e odontólogos e para dar aos Agentes de Saúde e de Endemias". O líder do governo na Casa, Leonardo Chaves (PDT) afirmou que "a gratificação foi mal distribuída entre as categorias na gestão passada, e que não existia lei, sendo um erro da última gestão". Rozael do Divinópolis (PRTB) falou que "não houve transparência e o projeto vai prejudicar vários profissionais de saúde, não concordando com o PL". 

Emenda Organizacional de autoria do vereador Edjailson da Caruforró (PRTB) foi rejeitada por 14 a 9. Nessa propositura, os vereadores teriam 1,2% do orçamento da receita líquida do município para emendas, destinando 0,6% na área da saúde e 06% em outras áreas, ficando a critério dos próprios edis, porém a prefeita não seria obrigada a atender as reivindicações.  

Votaram a favor da Emenda Organizacional: Edjailson da Caruforró, Alberes Lopes, Cecílio Pedro, Daniel Finizola, Duda do Vassoural, Fagner Fernandes, Galegod e Lajes, Ítalo Henrique, Marcelo Gomes, Rozael do Divinópolis, Sérgio Siqueira, Ranilson dos Santos, Tafarel Félix, Zezé Parteira.

Votaram contra a Emenda Organizacional: Allysson da Farmácia, Edmilson do Salgado, Bruno Lambreta, Heleno Oscar, Leonardo Chaves, Lula Torres, andrey Gouveia, Pierson Leite e Ricardo Liberato.

Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo Municipal, que aumenta 100 vagas na Guardas Municipais em Caruaru, foi aprovado por unanimidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário