Raquel sofre nova derrota na Câmara: Projeto do empréstimo de R$ 83 milhões é derrotado - Blog do Edvaldo Magalhães

21 de dezembro de 2017

Raquel sofre nova derrota na Câmara: Projeto do empréstimo de R$ 83 milhões é derrotado


Durante a reunião ordinária na Câmara de Vereadores de Caruaru, nesta quinta-feira (21), foram votados 12 Projetos de Lei do Poder Executivo. Os vereadores não aprovaram a autorização da prefeitura em pedir R$ 83 milhões junto à Caixa Econômica Federal para obras de infraestrutura. O projeto foi derrotado, tendo 13 votos a favor e 10 contra. Para que o mesmo fosse aprovado, como a matéria é financeira, tinha que ter 16 votos a favor.

Seis dos 12 projetos no pacote enviado à Casa Legislativa foram rejeitados. Devido às matérias serem de ordem financeira, eram necessários 16 votos, por se tratar de maioria de 2/3, mas apenas 13 vereadores votaram a favor e 10 contra.

Os votos não
Da oposição votaram contra: Alberes Lopes, Daniel Finizola, Galego de Lajes e Marcelo Gomes. Já da base do governo os vereadores que não seguiram a orientação do palácio Jaime Nejaym foram: Cecílio Pedro, Edjailson da Caru Forró, Ranilson Enfermeiro, Rozael do Divinopolis, Sérgio Siqueira e Tafarel.

Os votos Sim
Votaram a favor: Allysson da Farmácia, Bruno Lambreta, Duda do Vassoural, Edmilson do Salgado, Fagner Fernandes, Heleno Oscar, Ítalo Henrique, Leonardo Chaves, Lula Tôrres, Presbítero Andrey, Pierson Leite, Ricardo Liberato e Zezé Parteira.

Demais projetos – Além do projeto do empréstimo outros que foram rejeitados:
– Parcelamento de obrigação previdenciária ao regime próprio de previdência social (Sim – 12 e Não – 11);
– Plano de custeio referente ao ao regime próprio de previdência social (Sim – 12 e Não – 11);
– Autoriza o executivo municipal a contratar financiamento do PMAT (Sim – 12 e Não – 11);
– Projeto que institui o programa de Educação Integral; (Sim – 11 e Não – 12);
– Projeto que estabelece normas para a urbanização de logradouros por ação conjunta da comunidade e do município; (Sim – 13 e Não – 10);

Do Blog do Mário Flávio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário