Linha direta sobre direitos reprodutivos é apresentada a profissionais de saúde em Caruaru - Blog do Edvaldo Magalhães

23 de abril de 2018

Linha direta sobre direitos reprodutivos é apresentada a profissionais de saúde em Caruaru


Com atendimento gratuito, para esclarecimento sobre direitos reprodutivos e sexuais para mulheres e jovens, a Linha Direta “Vera” é um canal de comunicação (telefone e mensagens por whatsapp), com orientações seguras que funciona diariamente. Caruaru recebe no próximo dia 24/04 atividade que reforça a interiorização desse serviço pela ONG Grupo Curumim. Em março atividade foi realizada em Petrolina.

A organização realiza atividade de formação com profissionais de saúde pública do município e da região, e irá reforçar o uso da Linha Direta, que já atende mulheres da cidade. O evento acontecerá a partir das 14h, no Hospital Jesus de Nazareno, no bairro Maurício de Nassau. A Linha Direta “Vera” é um desdobramento da campanha criada, em 2016, pela ONG com foco no enfretamento à epidemia do vírus Zika que ainda atinge as mulheres. Nela, informações e dúvidas sobre direitos reprodutivos e sexuais podem ser tiradas de segundas às sextas-feiras, das 14h às 17h, através do número (81) 9.85807506. O atendimento é gratuito.

O canal de comunicação já está no ar há um ano e, nesta etapa, os atendimentos têm sido reforçados em cidades do interior de Pernambuco, como Caruaru. “A gente tira dúvidas sobre como a infecção do vírus Zika atua na saúde reprodutiva das mulheres. Mas também aproveita para preencher um vazio em relação às informações seguras sobre saúde reprodutiva das mulheres”, explica Paula Viana, do Grupo Curumim. Nos próximos dias a ação também será reforçada em Palmares e na região da Reserva Indígena Pankararu (Tacaratu, Petrolândia e Jatobá).

A formação com profissionais de saúde e representantes da sociedade civil pretende promover o debate a partir das dúvidas mais frequentes que o Grupo Curumim recebeu neste primeiro ano de experiência com a Linha Direta. Ela possibilitará o diálogo com esse público e criação de referências locais sobre o tema. As atividades em Caruaru integram a ação “Em tempos de Zika, proteção e cuidado começam por informar a mulher sobre seus direitos reprodutivos”, uma ação do Grupo Curumim, apoiada pelo CLACAI – Consórcio Latino Americano que trabalha com saúde reprodutiva.

Neuromarketing – Desde 2016, o Grupo Curumim utiliza o Neuromarketing, que são aplicações da neurociência para campanhas publicitárias, como ferramenta de comunicação. A partir dessa estratégia com a campanha sobre direitos reprodutivos em tempos de Zika, a ONG, primeira a utilizar essa ferramenta no país, avalia que a campanha tem obtido resultados mais assertivos. A escolha das peças da Linha Direta, assim como spots de divulgação, foi definida a partir do uso dessa ferramenta. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário