Pesquisa aponta empate técnico para o Governo de Pernambuco - Blog do Edvaldo Magalhães

17 de julho de 2018

Pesquisa aponta empate técnico para o Governo de Pernambuco


O Diario de Pernambuco divulgou, na edição desta terça-feira (17), a segunda rodada da pesquisa para governador do Estado, realizada pela Datamétrica. A pesquisa apresenta novamente o cenário de empate técnico entre os três principais pré-candidatos.
O governador Paulo Câmara (PSB) aparece em primeiro lugar com 25%, seguido pela vereadora Marília Arraes (PT) com 21% e pelo senador Armando Monteiro (PTB), com 17%. O empate técnico se dá com a margem de erro de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.
A intenção espontânea de voto apresenta Paulo Câmara com 13% (em junho ele tinha 12%), Marília Arraes com 11% (em junho ela tinha 8%) e Armando Monteiro com 6% (sendo 4% a registrada em junho).
Os demais candidatos obtiveram, cada um, menos de 1% das intenções de voto. Os indecisos cresceram de 39% para 53%, e aqueles votariam branco ou nulo caíram de 28% para 14%.
A intenção estimulada de voto no cenário, considerando a participação da pré-candidata do PT, repete a ordem dos candidatos da espontânea, sendo todos com índices maiores. Os números de 25% (Paulo Câmara), 21% (Marília Arraes) e 17% (Armando Monteiro) confirmam a liderança do governador, ainda que estejam todos empatados dentro da margem de erro. Os números da pesquisa anterior foram: 20%, 17% e 14%, respectivamente. Os demais candidatos ficaram entre 0% e 2%. A mudança expressiva foi dos brancos e nulos, que caíram de 35% para 26%.
O cenário sem a pré-candidata do PT mantém o governador na liderança, com 28%, seguido do pré-candidato do PTB, com 22%. A distância de 6 pontos, entretanto, ainda significa empate técnico. Nessa simulação, os demais candidatos atingem, cada um, no máximo 2%. Votos brancos e nulos seriam de 33% (antes 42%). Indecisos caíram somente 1% (de 10% para 9%).



A pesquisa, registrada no TSE com o número PE09139/2018, tem um nível de confiança de 95% e margem de erro para mais ou para menos de 4%. Foram aplicadas 600 entrevistas, em 25 cidades, de todas as regiões de Pernambuco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário