Deputado Eriberto Medeiros é eleito presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco - Blog do Edvaldo Magalhães

1 de agosto de 2018

Deputado Eriberto Medeiros é eleito presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco

Foto: Jarbas Araújo/Alepe

O deputado Eriberto Medeiros (PP) foi eleito, nesta quarta (1º), presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).  O parlamentar recebeu 40 votos e sucederá o deputado Guilherme Uchoa, falecido em julho, no comando do Legislativo pernambucano. Na mesma sessão preparatória, o deputado Álvaro Porto (PTB) foi escolhido quarto-secretário da Mesa Diretora, também com 40 votos.

Os dois foram empossados após a eleição e, juntamente aos demais membros da Mesa, exercerão as funções até 31 de janeiro de 2019. A disputa pela Presidência e pela Quarta Secretaria ainda contabilizou dois e três votos em branco, respectivamente, além de seis votos nulos para os dois cargos.

Edilson Silva, do PSOL, que também concorreu à presidência da Casa, recebeu um voto. Outros dois parlamentares votaram em branco e seis votaram nulo.
A nova gestão começou nesta quarta e segue até 31 de janeiro de 2019, uma espécie de mandato-tampão para o biênio 2017-2019.

Perfil - Nascido no Recife, em 1965, José Eriberto Medeiros de Oliveira é funcionário público da Polícia Civil desde 1987. Graduou-se bacharel em Direito em 1995 e, no ano seguinte, disputou mandato de vereador do Recife, tendo ficado na primeira suplência. Em 2000, elegeu-se para a Câmara Municipal da Capital pernambucana com 6.078 votos e, nesse primeiro mandato, foi terceiro-secretário da Comissão Executiva da Câmara Municipal do Recife.

Em 2004, reelegeu-se vereador. No ano de 2006, candidatou-se a deputado estadual, conquistando o primeiro mandato na Assembleia com 24.349 votos. Reelegeu-se em 2010, com 37.230 votos, e em 2014, com 52.559. O parlamentar foi eleito por três vezes quarto-secretário da Mesa Diretora da Alepe, cargo que ocupou até renunciar em 27 de julho passado. Em abril deste ano, Medeiros trocou o PTC pelo PP, que passou a ter 13 deputados, tornando-se a maior bancada da Casa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário