Sesc Caruaru recebe 21ª edição do projeto Sonora Brasil - Blog do Edvaldo Magalhães

11 de setembro de 2018

Sesc Caruaru recebe 21ª edição do projeto Sonora Brasil


O Sesc Caruaru recebe nesta quinta (13/9) a 21ª edição do Sonora Brasil. A apresentação é gratuita e será comandada pela Sociedade Musical União Josefense, do estado de Santa Catarina. Acontecerá a partir das 20h, no Teatro Rui Limeira Rosal, localizado na rua de mesmo nome, s/n, no Bairro Petrópolis. A entrada é gratuita.

No biênio 2017/2018 o projeto Sonora Brasil apresenta os temas “Na pisada dos cocos” e “Bandas de música: formações e repertórios”. A Sociedade Musical União Josefense vai apresentar ao público repertório com especial atenção aos dobrados e marchas religiosas e também a inclusão de gêneros populares dançantes típicos das gafieiras.

Em março de 2016, a União Josefense recebeu o título de Patrimônio Cultural Imaterial de São José (SC). A instituição mantém uma escola de música que oferece aulas gratuitas de instrumentos de sopro e percussão a jovens maiores de 12 anos, com o objetivo de contribuir para a formação educacional dos alunos, além de garantir a longevidade do grupo. A banda é composta por Fábio Agostini Mello (flauta, flautim, saxofone soprano e tenor), Ney Platt (flauta, saxofone alto e tenor), Braion Johnny Zabel (clarinete, sax alto), Rui Gilvano Da Silva (clarinete), Jean Carlos da Silva Rodrigues (trompete), João Paulo Trierwaller (trompete), Carlos Felipe Andrade Schmidt (bombardino e trombone), João Geraldo Salvador Filho (tuba), Artur José Fernandes (trombone), Jean Leiria (percussão) e Cristiano Canabarro Forte (percussão) sob a condução do regente Jean Gonçalves (clarinete e regência).

Sonora Brasil - considerado o maior projeto de circulação musical do país, o Sonora tem como objetivo desenvolver programações que se comuniquem com a história da música no Brasil, permitindo assim o contato da população com a diversidade da música brasileira. É importante destacar que todas as apresentações do projeto são acústicas, valorizando assim a qualidade do que é produzido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário