União dos Caminhoneiros promete nova greve da categoria em 10 dias - Blog do Edvaldo Magalhães

1 de setembro de 2018

União dos Caminhoneiros promete nova greve da categoria em 10 dias

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Da Revista Fórum

A União dos Caminhoneiros do Brasil (UDC-Brasil), soltou um comunicado na última quinta-feira (30), informando que “dentro de 10 dias fará uma mobilização nacional paralisando por tempo indeterminado com o único objetivo de chamar a atenção do governo federal pelo não estabelecimento e não cumprimento da fiscalização da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a devida e prometida ampla divulgação dos pontos de fiscalização como prevê a Lei 13.703”.

A entidade justifica a paralisação dizendo que a falta de fiscalização e atitudes práticas por parte do órgão governamental têm trazido enormes prejuízos aos caminhoneiros autônomos do pais. “A ANTT não instituiu uma fiscalização eficaz na primeira tabela da Resolução 5.820 (que estabeleceu os preços mínimos dos fretes) e já está às voltas com outro aumento do diesel”.

Uma das exigências dos caminhoneiros é a dissolução da atual diretoria da ANTT. Além disso, os transportadores também pleiteiam uma vaga por estado no conselho da agência reguladora do transporte no país.


A Abcam, entidade que reúne os motoristas autônomos, disse nessa sexta-feira (31), que pretende se reunir com o governo para discutir o tema e que "fará o possível para evitar nova paralisação " da categoria.

Nota à imprensa - Combustíveis

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) e o Procon/PE informam que na próxima segunda-feira (03/09) estarão notificando a empresa *PetroMega a prestar esclarecimentos* quanto a nota veiculada em suas redes sociais neste sábado. O informativo, sem qualquer fundamentação, alerta de forma irresponsável a população quanto à possibilidade de paralisação no abastecimento de combustíveis no estado.

A SJDH esclarece, ainda, que provocar alarme, anunciando perigo inexistente, ou praticar qualquer ato capaz de produzir pânico ou tumulto é crime previsto no Art. 41, da Lei de Contravenções Penais (LCP), sob pena de prisão simples, de quinze dias a seis meses, ou multa.

Impactos da greve dos caminhoneiros em maio

A greve dos caminhoneiros teve forte impacto sobre a economia brasileira. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a produção industrial encolheu 11% em maio, comparativamente a abril. E em relação ao mesmo mês de 2017, a retração foi de 6,6%. As vendas no varejo se retraíram 5,1% se comparadas a abril.

A paralisação dos caminhoneiros foi um dos fatores que contribuiu para o fraco desempenho do PIB no segundo trimestre, que teve um crescimento de 0,2% em relação ao primeiro e de 1% em relação ao mesmo período de 2017.

Os dois setores mais afetados pela paralisação dos caminhoneiros foram os que apresentaram maior retração: a indústria de transformação recuou 0,8%, enquanto serviços de transporte, armazenamento e correios recuaram 1,4%, ambos na variação trimestral dessazonalizada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário