CNT/MDA: Bolsonaro tem 42,6% dos votos válidos e Haddad 27,8% - Blog do Edvaldo Magalhães

6 de outubro de 2018

CNT/MDA: Bolsonaro tem 42,6% dos votos válidos e Haddad 27,8%


Da Infomoney
Pesquisa CNT/MDA divulgada no final da manhã deste sábado (6) mostrou que, se a eleição fosse hoje, haveria segundo turno para a eleição presidencial, com a disputa ocorrendo entre Jair Bolsonaro (PSL), citado por 36,7% (42,6% dos votos válidos), e Fernando Haddad (PT), citado por 24,0% (27,8% dos votos válidos).
Vale destacar que Bolsonaro registrou um expressivo aumento de 7,3 pontos percentuais em relação ao último levantamento feito pelo instituto, enquanto Haddad caiu 3,7 pontos percentuais.
A pesquisa foi realizada entre os dias 4 e 5 de outubro de 2018. Foram ouvidas 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 Unidades Federativas, das cinco regiões do país. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais com 95% de nível de confiança. A pesquisa está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), sob o número BR-04819/2018.
A definição de voto é definitiva para: 90,2% dos eleitores de Jair Bolsonaro, 90,2% de Fernando Haddad, 66,2% de Ciro Gomes, 67,2% de Geraldo Alckmin, 70,2% de João Amoêdo e 63,6% de Marina Silva.
2º TURNO: Intenção de voto estimulada
Foram realizadas seis simulações de intenções de voto. Bolsonaro empata tecnicamente com Ciro, enquanto venceria Haddad e Alckmin, confirmando a tendência de crescimento do candidato do PSL na reta final.
CENÁRIO 1: Jair Bolsonaro 41,9%, Ciro Gomes 41,2%, Branco/Nulo: 13,8%, Indecisos: 3,1%.
CENÁRIO 2: Jair Bolsonaro 45,2%, Fernando Haddad 38,7%, Branco/Nulo: 13,0%, Indecisos: 3,1%.
CENÁRIO 3: Jair Bolsonaro 43,3%, Geraldo Alckmin 33,5%, Branco/Nulo: 20,0%, Indecisos: 3,2%.
CENÁRIO 4: Ciro Gomes 40,9%, Fernando Haddad 31,1%, Branco/Nulo: 23,8%, Indecisos: 4,2%.
CENÁRIO 5: Ciro Gomes 46,1%, Geraldo Alckmin 24,4%, Branco/Nulo: 25,1%, Indecisos: 4,4%.
CENÁRIO 6: Fernando Haddad 37,0%, Geraldo Alckmin 34,3%, Branco/Nulo: 24,7%, Indecisos: 4,0%.
Rejeição


Foram feitos cenários de rejeição para os quatro candidatos mais bem posicionados na disputa. Haddad passou a ter a maior rejeição, com 53,2% não votando nele de jeito nenhum, enquanto 50,2% não votariam em Bolsonaro de jeito nenhum. A rejeição de Alckmin é de 46,9% e 33,4% não votariam em Ciro de jeito nenhum.

Nenhum comentário:

Postar um comentário