Falta de chuva na barragem de Jucazinho, provoca alteração de calendário em cidades do Agreste - Blog do Edvaldo Magalhães

30 de novembro de 2018

Falta de chuva na barragem de Jucazinho, provoca alteração de calendário em cidades do Agreste


Em decorrência da ausência de chuvas nos municípios que compõem a Bacia do Rio Capibaribe e que influencia no volume da Barragem de Jucazinho, em Surubim, a Compesa irá implantar, a partir deste sábado (1), um novo calendário de abastecimento para oito cidades atendidas por esse manancial. Como o reservatório está com apenas 3% da sua capacidade, que corresponde a 12,7 milhões de metros cúbicos de água, não há mais condições de assistir os municípios do Tramo Norte de Jucazinho pelo calendário vigente.

O novo calendário irá vigorar para os municípios de Casinhas, Frei Miguelinho, Salgadinho, Santa Maria do Cambucá, Surubim, Toritama, Vertentes e Vertente do Lério. A partir de amanhã, o regime de abastecimento será de 10 dias com água e 15 dias sem. O atual calendário atendia à população desses municípios por um período de dez dias com água e um intervalo de cinco dias sem abastecimento.

A medida, segundo o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Bruno Adelino, é uma medida preventiva para evitar que a barragem entre em colapso. “Iremos administrar o volume de água destinado a essas cidades para que não haja a interrupção da distribuição de água nas torneiras até o período de inverno da região, que se inicia em abril”, afirmou o gerente. A Barragem de Jucazinho passou um ano e sete meses em colapso. Em junho deste ano, após a ocorrência de chuvas, a Compesa conseguiu retomar a operação do Sistema Jucazinho, voltando a abastecer as cidades, que estavam em colapso, pela rede de distribuição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário