Veja como foi a 4ª Edição do Chá Trans em Caruaru - Blog do Edvaldo Magalhães

28 de novembro de 2018

Veja como foi a 4ª Edição do Chá Trans em Caruaru

Fotos: Arnaldo Félix/Jorge Farias

A Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), da Prefeitura de Caruaru, realizou, nesta terça-feira (27), a quarta edição do Chá Trans, um encontro voltado para mulheres transexuais e travestis de Caruaru e região. O evento desta tarde trouxe o tema: “Lutar é Preciso para o Enfrentamento da Violência Contra a População Trans”, e entrou como parte da programação da campanha “16 dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres”, que está sendo promovida pela SPM. A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos de Caruaru (SDSDH) protagonizou os diálogos do encontro com orientações sobre o Cad Único e programas sociais do Governo Federal, incluíndo o Minha Casa, Minha Vida.


Contribuíram com o debate o gestor do Cad Único municipal, Helder Lins, e o gerente de Projetos Habitacionais, Gilmar Pimenta, que é também advogado, ambos da SDSDH. “O Chá Trans está integrando à campanha dos 16 Dias, mas já é uma ação da SPM que a gente promove junto às secretarias de Saúde e SDSDH para garantir os direitos dessas mulheres que sofrem exclusão social e econômica. Se a gente trabalha para garantir o direito de toda mulher, elas também fazem parte dessa pauta. A sexualidade não é uma coisa que vai limitar nossa cidadania, ela é mais uma pauta política que a gente precisa garantir”, destacou a secretária da SPM, Juliana Gouveia.


As participantes aproveitaram a oportunidade para tirar todas as dúvidas sobre os programas socias, como Poliana Sales, do bairro São João da Escócia. “Achei os temas trabalhados bem atrativos, importante a gente saber detalhes sobre os programas sociais, como o Minha Casa, Minha Vida. É o sonho de todas as mulheres trans conseguirem seu lar”, destacou. A colega Andrea da Silva também elogiou a iniciativa. “Eu sempre acompanho o Chá Trans e gosto dos temas trabalhados e o de hoje foi bem escolhido: os programas sociais do governo que a gente pode ter direito também, como qualquer cidadão”, ressaltou Andrea.


O Chá Trans é realizado pela coordenadora de Políticas para Mulheres Trans, da SPM, Stephane Fechine, e consiste numa roda de diálogo que aborda temas variados sob os aspectos do protagonismo, atuação, direitos e deveres das mulheres transexuais e transgêneros do município, entre outros assuntos relevantes para o segmento de pessoas trans de Caruaru e região. O primeiro encontro aconteceu no dia 14 de maio deste ano, em alusão ao Dia do Orgulho de ser Travesti e Transexual, celebrado em 15 de maio. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário