Corpos dos pernambucanos assassinados no Ceará são sepultados e Governo de Pernambuco emite nota sobre o caso - Blog do Edvaldo Magalhães

8 de dezembro de 2018

Corpos dos pernambucanos assassinados no Ceará são sepultados e Governo de Pernambuco emite nota sobre o caso

Foto: Reprodução/Facebook

Os corpos das cinco pessoas da mesma família que morreram na sexta-feira (7) durante uma tentativa de assalto a bancos com reféns, que deixou 14 mortos após um tiroteio com a polícia em Milagres, que fica na Região do Cariri do Ceará, foram sepultados neste sábado (08), em Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco.

O empresário João Batista Magalhães, de 46 anos, o filho Vinícius Magalhães, de 14, a cunhada de João, Claudineide Campos, de 41, acompanhada do marido, Cícero Tenório, de 60, e do filho, Gustavo Tenório, de 13, que foram feitos reféns e mortos, foram velados neste sábado (8) em uma funerária no Centro da cidade. O sepultamento do empresário e do filho ocorreu pela manhã.

Os outros três parentes foram levados para o distrito de Carmo, em São José do Belmonte, também no Sertão do Estado. Eles foram velados no salão paroquial e sepultados no cemitério da comunidade.

Fonte: G1 Caruaru.

Nota do Governo de Pernambuco

O Governo de Pernambuco, por intermédio do secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, realizou contato com a secretária de Justiça e Cidadania do Ceará, Socorro França, para pactuar ações de apoio relacionadas ao fato ocorrido na madrugada desta sexta (07 de dezembro), no município dos Milagres, a 140 quilômetros de Serra Talhada/PE. O fato vitimou 12 pessoas, sendo cinco pertencentes a uma mesma família de Pernambuco.

O secretário solicitou uma maior agilidade na liberação das perícias tanatoscópicas das vítimas pernambucanas. Pelas informações obtidas até o momento, serão solicitados esclarecimentos do fato que deverá ficar sob responsabilidade da Corregedoria Geral de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará. Para o secretário Pedro Eurico “São vítimas que foram chacinadas numa operação aparentemente infeliz”.  

No mesmo sentido, a equipe da SJDH atuará no apoio psicológico, assistencial e jurídico aos familiares das vítimas e, neste momento, a equipe do Centro Estadual de Apoio a Vítimas de Violência (Ceav) se desloca para o município. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário