Prefeitura de Caruaru recebe sugestões para o currículo da rede municipal de ensino - Blog do Edvaldo Magalhães

7 de dezembro de 2018

Prefeitura de Caruaru recebe sugestões para o currículo da rede municipal de ensino


A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Educação (Seduc), está recebendo sugestões para a elaboração do currículo da rede municipal de ensino. O documento, que normatiza os processos de aprendizagens essenciais da Educação Básica, já está quase pronto.  Os caruaruenses podem participar da consulta pública até o próximo domingo, dia 9 de dezembro.

Os interessados devem acessar o link http://consulta-curricular.caruaru.pe.gov.br/.  Na plataforma, estão disponíveis os documentos e o formulário de consulta. Para o gerente de Políticas Curriculares, Adriano Ricardo, a participação dos caruaruenses é de extrema importância, visto que possibilita uma elaboração curricular democrática.

“O principal objetivo da construção do Currículo de Caruaru é ter uma Educação Municipal bem alinhada com o nacional e o global, mas garantindo a valorização das nossas identidades socioculturais”, destacou Adriano. A previsão é de que o ano letivo de 2019 comece com o currículo implantado.

Consulta Curricular

Ao longo do ano de 2018 a Secretaria de Educação de Caruaru, iniciou o movimento “Currículo em Ação”. Participaram servidores de toda a rede municipal de ensino (gestoras/es, coordenadoras/es, professoras/es), bem como outras instâncias: Rede Estadual, Rede Particular, Conselhos,UFPE, Instituições de Ensino Superior, Comunidade Escolar, representações do poder Legislativo, Instituto Histórico de Caruaru, dentre outras. Ao todo, 1320 pessoas participaram do processo.

O documento construído propõe alinhar as orientações curriculares do Município de Caruaru ao que define a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A implementação ocorre por meio de currículos locais, de responsabilidade das redes de ensino e escolas, que têm autonomia para organizar seus percursos formativos a partir da sua própria realidade, incorporando as diversidades socioculturais (raça, etnia, sexual, gênero, religiosa) e regionais e subsidiando a forma como as aprendizagens serão desenvolvidas em cada contexto escolar, tendo como princípio a Educação Inclusiva e para a Cultura de Direitos Humanos.

Informações de Paula Cavalcante/Assessora de Imprensa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário